Alimentação na gravidez: Guia Completo

Tempo de leitura: 7 minutos

Olá mamãe! Tudo bem contigo?

Estou aqui para mais uma conversa com você, que é tão linda e especial para mim. O tema é “Alimentação na gravidez”, onde aprenderá um pouco mais sobre a importância dos alimentos e as inúmeras mudanças que ocorrerão com o seu corpo, assim como a evolução durante os nove meses da sua gestação. Uma notícia maravilhosa que merece saber é que todos aqueles sintomas que incomodam bastante nessa fase, poderão ser aliviados a partir do momento que tenha uma boa alimentação na gravidez, cuidando desde o descobrimento.

alimentação na gravidez bebê

Porque é importante se alimentar bem?

A criança no útero está crescendo muito rapidamente e para gerenciar todo o crescimento do feto e às mudanças físicas do seu corpo é necessário consumir mais nutrientes. O seu corpo é quem fornece todo o oxigénio e os nutrientes para o crescimento do bebê e além disso, esses nutrientes são necessários para a todas as tarefas diárias do corpo.

Ter boa quantidade de nutrientes também é necessário para o crescimento fetal, o desenvolvimento de células da mama e do útero, a acumulação de nutrientes no corpo, a formação óssea fetal e a sua estrutura dos dentes. Ter essas quantidades suficientes de nutrientes na dieta, significa que a sua saúde, assim como a do bebê está protegida. E como mãe, sei muito bem que você vai querer o melhor.

Você está grávida e possui nesse momento a necessidade de nutrientes como a proteína, os minerais, as calorias e as vitaminas. As proteínas são necessárias em mais de 30 % das funções das mulheres grávidas.

Procure consumir leite e produtos lácteos, peixes e o consumo de ovos são ótimas maneiras de conseguir a proteína necessária durante esse período. O consumo de carne oferece a proteína de boa qualidade. O leite e os produtos lácteos, assim como as leguminosas e oleaginosas devem ser consumidos em grandes quantidades. É gostoso, tem muitas receitas legais para inovar todos os dias.

Conseguir calorias é importante para atender às necessidades de energia do corpo e como está grávida, deve comer mais calorias do que o habitual. Comer açúcares contidos em cereais, açúcar e ingestão de óleo/gordura e suprem a necessidade de fornecer calorias. Você precisa de consumir minerais como o cálcio e o ferro.

Uma coisa que fiz durante minha gravidez para balancear esse ganho calórico mas não ficar acima do peso eu descrevo neste artigo aqui sobre como manter a forma e elevar a autoestima durante a gravidez.

Isso acontece porque, os ossos e os dentes da estrutura do seu corpo e do bebê têm que reforçar constantemente a crescente necessidade de cálcio dos dois organismos (mãe e bebê). Sendo importante até depois de seis meses do parto. O leite e as folhas verde escuras são frequentemente utilizados para fornecer esses minerais, você também pode usar comprimidos com o cálcio e ferro. Existem alguns suplementos vitamínicos, mas é bom falar com o seu médico e para uma melhor orientação.

Também faz parte da alimentação na gravidez, a ingestão de vitaminas. As vitaminas A, B, C, e D, bem como o ácido fólico, devem ser dadas com mais frequência para mulheres grávidas, devendo ter 25 por cento de aumento de vitamina A durante a gravidez. O fígado, a gema de ovo parte, as verduras, os legumes e as frutas amarelas, são ótimas fontes dessas vitaminas.

O seu corpo precisa de ácido fólico para prevenir anemia e por isso o ácido fólico também deve fazer parte da alimentação na gravidez. As mulheres grávidas, muitas vezes, sofrem de anemia e o aparecimento dessa doença é devido a três tipos de deficiência:

A falta de ferro

Você está grávida e por esse motivo têm uma maior necessidade de ferro. Isso ocorre porque há uma maior necessidade de armazenamento de ferro no organismo é através de uma alimentação na gravidez balanceada é possível suprir essa falha de nutrientes, causador da anemia.

Hemorragia interna

Você precisa se cuidar, cuidar da alimentação e seguir as orientações do seu médico direitinho, pois pode correr o risco de sofrer de hemorragia interna.

Deficiência de ácido fólico

Deficiência de ácido fólico, influencia diretamente no tamanho de linfócitos, deixando a hemoglobina baixa ou inexistente e causando a anemia. Um sinal é a perda de apetite e vômitos constantes. Não entre em desespero! Busque consumir alimentos ricos em ácido fólico, pouco a pouco, vai ajudar você a melhorar a situação.

Cuidados com a alimentação na gravidez e os alimentos que não devem estar em um cardápio para gestante

Parece meio repetitivo, mas nunca é ruim relembrar. Eu adoro fazer você aprender assuntos importantes. Pois bem! Existem alguns alimentos não são indicados para a sua ingestão durante essa fase, pois eles podem trazer prejuízos tanto a sua saúde, quanto à saúde do bebê.

Alimentos muito gordurosos e com excesso de sal, a exemplo do hambúrguer, da batata frita, das bolachas recheadas, dos biscoitos industrializados, dos salgadinhos, do amendoim japonês, do molho shoyo e outros alimentos ricos em sódio e gordura, podem fazer com que aumente a sua pressão arterial e consequentemente possa vir a desenvolver pressão alta, que é mostrado como um dos principais fatores que ocasionam o parto prematuro e pode entrar em um processo de parto, considerando de alto risco.

Bebidas alcoólicas também são nocivas à sua saúde e do bebê. Isso está abolido! Nem ouse, certo? Durante o período da gravidez é proibido de fazer uso dessas drogas, pois, o álcool quando entra em contato com o nosso organismo desencadeia uma reação onde o corpo tenta eliminar o álcool de dentro do corpo e para isso usa mais água para fazer com que a pessoa elimine o álcool pela urina e consequentemente o nosso corpo fica desidratado. Sem falar que o uso dessas substâncias podem causar ao seu filho danos comprovadamente significativos.

vitaminas e minerais na gravidez

A ligação entre a alimentação na gravidez e o leite materno

O leite materno é o alimento natural para bebês, e é o melhor alimento para as necessidades físicas e mentais da criança. Para você poder amamentar o bebê e fornecer os nutrientes necessários para o desenvolvimento dele, existe ainda a necessidade de cuidar da alimentação mesmo quando a gravidez terminar.

É preciso que você faça um cardápio, com os melhores alimentos para o desenvolvimento do bebê, manutenção da sua saúde e já garantir um leite materno forte. O leite materno é produzido pela com as proteínas do corpo e com outros nutrientes. As grávidas produzem, em média, 850 ml dele por dia.

As calorias também são ingredientes para o leite materno ser produzido através do seu corpo. Os minerais, como o cálcio e o ferro também são indispensáveis. O cálcio além de participar do leite materno, é utilizado durante a gravidez, para formar a estrutura óssea e os dentes do bebê.

Espero que você tenha gostado do assunto abordado hoje sobre a importância dos alimentos para a sua gravidez, o que pode ser consumido ou não e os cuidados que deve manter sempre com a sua saúde, garantindo uma qualidade de vida e o nascimento saudável do seu filho. Não esqueça de como também é importante o exercícios físicos na gravidez, como descrevo neste artigo aqui.
Aproveite ao máximo as dicas e realmente use e abuse de todas os bate papos do canal.

Se gostou, não deixa de comentar, curtir ou compartilhar!

Beijo bem grandão!

Mamãe Saudável
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (91 Pontuação: 4,90 em uma média 5)
Loading...

1 comentário

  1. Telma

    Gostaria de saber o q devo comprar P fazer o enxoval do bebê, por favor queria uma lista P poder eu ir comprando aos poucos
    Obrigada

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *